sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Silêncios, fotos e amor











Hoje, sem músicas. Apenas palavras e fotografias que dedico a quem muito amo.
Olhei nos teus olhos e vi o amor que tentas esconder, silêncios incómodos que não são meus.
Desejos que te assustam...
Medo do que possas fazer quando estamos juntos...

Estas palavras chegaram a mim, e acho que também a ti...

O silêncio entre nós, é o silêncio do amor.
De quem não precisa de palavras para dizer o que vai no coração.
De quem com o simples olhar poderia escrever um livro todo ele feito de amor.
Depois temos o silêncio das vidas que escolhemos, com quem casamos, em que o silêncio é feito de palavras que não queremos dizer.
Sei que queres a paz, mas poderás ter a paz longe do amor?
E as fotos trazem:
_a menina que espera. As portas de que tanto gostamos. A felicidade que esperamos.
_e tu, procuras o teu amor.
_será o fruto proibido? Encontrarás no reflexo do teu espelho as respostas?
_poderá a felicidade chegar para nós
_gravarei na tua pele com a saliva, as borboletas que deixas em mim.
_e o teu rosto terá finalmente a marca do amor.
Para ti, com todo o meu amor
Sempre teu